Publicado em 04 de maio de 2020 às 11:21

RPA: como a tecnologia pode melhorar a produtividade do seu negócio?

RPA permite automatizar processos repetitivos para que colaborador melhore a eficiência ao se concentrar em demandas mais complexas. 

Evitar trabalhos repetitivos. Este pode ser um dos inúmeros benefícios da Automação Robótica de Processos (RPA, na sigla em inglês). Mas esta tecnologia emergente pode trazer muitas outras vantagens para o seu negócio. Você sabe dizer quais? 

Antes de aprofundarmos os benefícios da tecnologia, aqui vai um fato: a palavra “robótica” não significa que um robô (físico ou mecânico) fará o trabalho de algum colaborador. Na verdade, ela representa um software sendo executado em uma máquina física ou virtual (bots). 

Em um resumo, RPA consiste em definir uma série de instruções para que uma máquina trabalhe em maior volume, em maior velocidade e com menor chance de erro humano. Ou seja, ela é capaz de imitar praticamente quase toda interação entre homem e computador. 

No entanto, essas instruções são, em sua maior parte, tarefas repetitivas para o colaborador. Um exemplo básico é o copiar e colar um arquivo de uma pasta para outra. É um processo simples, mas que, em grande quantidade, pode tomar tempo do funcionário. 

Então, se esse e outros processos exigem muito da ação humana, essa tecnologia emergente vai possibilitar que o funcionário tenha maior produtividade e eficiência durante o expediente. Assim ele estará livre para se dedicar a outras demandas mais complexas.  

Entendendo melhor o que é RPA 

transformação digital mudou as relações de trabalho dentro de uma empresa. Se por um lado as tecnologias passaram a ser um meio de levar produtividade e eficiência aos funcionários, por outro, há o receio de que elas tomem alguns postos de trabalho. 

Olhando para a adoção de RPA nas empresas, muitas não esperam substituir pessoas, mas sim os processos que demandam que um colaborador realize um alto volume de processamento de dados. Por isso, a tecnologia emergente abre um leque enorme de possibilidades de automação

Veja alguns exemplos: 

  • Abrir e-mail e anexos. 
  • Mover pastas e arquivos. 
  • Preencher formulários. 
  • Conectar com outros APIs corporativos. 
  • Ler e escrever arquivos na base de dados. 
  • Fazer contas matemáticas. 
  • Extrair dados estruturados (nome, e-mail, idade, por exemplo) de documentos. 
  • Coletar estatísticas de redes sociais. 
  • Seguir comandos “se/então”. 

São três os tipos de “atuação” da tecnologia RPA. Ela pode ser: 

  • Atendida: as tarefas mais simples e de alto volume são automatizadas, mas ainda exigem atendimento humano mais complexas. 
  • Autônoma: a diferença para a anterior é que esta requer menos intervenção humana. 
  • Híbrida: uma combinação das duas e que funciona bem, por exemplo, com agentes de contact center e back office

Você já deve ter percebido que RPA é uma tecnologia bem flexível. Porém, é preciso ter em mente como o seu negócio pode ser impactado por ela. Segundo a pesquisa Automation with intelligence, realizada em 2019 com mais de 500 executivos, esses são os quatro principais benefícios esperados por quem já abraçou a automatização: 

  • Aumento de produtividade: os entrevistados esperam um aumento médio de 27% na capacidade de força de trabalho até 2022. 
  • Redução de custos: os líderes dessas empresas projetam para 2022 uma redução de 22% nos custos operacionais e um aumento de até 11% na receita. E aqui vale um adendo: as organizações que combinaram RPA com Inteligência Artificial já relataram um aumento em suas receitas (9% até a data de publicação do estudo). 
  • Maior precisão nas informações: 88% dos entrevistados afirmaram que suas expectativas sobre esse tema foram atendidas ou superadas. 
  • Melhora na experiência do consumidor: 63% dos executivos relataram uma melhora em CX a partir da adoção de ferramentas de RPA. Por quê? Porque os funcionários têm mais tempo para atividades com maior valor agregado para a organização, como o relacionamento com o cliente e a análise de dados gerados por essas tecnologias. 

A jornada de inovação das empresas é continua. No entanto, uma tecnologia realmente alcançou a capacidade de transformação: a automação. Ela oferece valor real para os negócios por conta dos benefícios comerciais tangíveis. 

Olhando para o colaborador, o estudo “The Future of Work is Still Being Written, But Who Is Holding the Pen?” da UiPath, startup de soluções de RPA, mostrou que a tecnologia emergente engaja mais o time, resultando em maior crescimento. Esse estudo trouxe dois dados: 

  • Melhoria em 5% no engajamento dos funcionários. 
  • Esse engajamento leva a um aumento de 3% na receita da empresa. 

O motivo? Os colaboradores terão em mãos o conhecimento certo para criar uma melhor relação entre as áreas da empresa e com a base de clientes.

Até porque os funcionários não são mais motivados apenas pelo reconhecimento ou renumeração baseada no desempenho. A pesquisa da UiPath apontou que eles querem progredir diariamente para realizar demandas importantes. E a adoção de RPA cria esse engajamento.